A aplicabilidade da nanotecnologia em tecidos

A aplicabilidade da nanotecnologia em tecidos

O mundo em que vivemos está cada vez mais prático e toma um formato funcional nos setores de alimentos, exercícios físicos, utilidades domésticas e também em tecidos. Isso mesmo, a indústria têxtil evoluiu bastante com propósito de oferecer materiais, até então triviais, que surgem com novas finalidades que se adequam às necessidades de mercado e os anseios dos consumidores.

Frequentemente nos deparamos com produtos que oferecem tecnologias inovadoras nas lojas. Exemplo disso são blusas que não molham, calças térmicas ou vestimentas que combatem o mau cheiro. Estes são os chamados tecidos inteligentes, que trazem funcionalidade e satisfação aos clientes.

Com a situação econômica complicada que o mercado vem passando, a busca por inovações e produtos diferenciais é uma excelente saída para se obter sucesso. As possibilidades são inúmeras e as novidades surgem a cada dia no setor têxtil.

De que funcionalidades de Nanotecnologia em Tecidos estamos falando?

Além de melhorias à sua saúde e higiene, novas tecnologias disponíveis atualmente, permitem proteção do tecido, evitam o surgimento de manchas, aumentam a vida útil do produto, além de conferir uma sensação de bem estar do usuário.

É sabido que os artigos esportivos são um grande alvo para bactérias e fungos. Isto porque estes microrganismos se proliferam rapidamente nas roupas que combinam calor e a umidade do corpo durante a prática de atividades físicas.

Uma pesquisa realizada pelo instituto americano International Antimicrobial Council (IAC), confirmou que cerca de 30% dos homens e 70% das mulheres entrevistados consideram o controle de odor e sensação de frescor uma questão importante em suas vestimentas. Ao serem questionados sobre o quanto estariam dispostos a gastar pela funcionalidade antimicrobiana, 70% das pessoas responderam que pagariam até 5% a mais em produto têxtil que oferecesse uma sensação extra de frescor.

Outra questão muito importante é o uso de tecidos inteligentes em hospitais. Nestes locais, a contaminação cruzada é uma ameaça. O uso de tecidos antimicrobianos é uma forma eficaz de reduzir a contaminação entre pacientes, funcionários e visitantes, diminuindo o risco de doenças e mortes por contaminação cruzada.

Para combater estes microorganismos, causadores de doenças e maus odores a TNS Nanotecnologia desenvolve em parceria com a indústria têxtil, aditivos antimicrobianos responsáveis por desempenhar o tratamento dos materiais com a aplicação de banho químico no tecido ou ainda incorporar diretamente na fibra têxtil.

 

TNS_CTA_eBook14_NanotecnologiaTextil