Florianópolis, a capital do empreendedorismo

Florianópolis, a capital do empreendedorismo

Florianópolis é a capital do empreendedorismo no Brasil. Esta afirmação pode soar estranha para muitos que imaginam que as principais atividades econômicas da capital catarinense ainda são turismo e serviço público. É verdade que estes setores permanecem fortes na economia da cidade, mas nos últimos anos o surgimento de startups de alto crescimento tem colocado Florianópolis na liderança brasileira das cidades empreendedoras.

A Endeavor, ONG internacional focada em empreendedorismo, lançou recentemente o primeiro Índice de Cidades Empreendedoras (ICE). Neste estudo, foram analisadas 14 capitais brasileiras que possuem pelo menos 1% de suas empresas consideradas de alto crescimento (empresas que crescem pelo menos 20% por três anos consecutivos, segundo dados do IBGE). A análise teve como critérios sete fatores, ditos como fundamentais para a o desenvolvimento da cultura empreendedora. Para cada fator foi atribuída uma nota de zero a dez. São eles:

1. Ambiente regulatório

2. Infraestrutura

3. Mercado

4. Acesso a capital

5. Inovação

6. Capital humano

7. Cultura.

Com nota 7,53, Florianópolis lidera o ranking, seguida por São Paulo (7,46) e Vitória (7,16). No final da lista encontram-se Fortaleza (4,77) e Salvador (4,53). Veja a lista completa das 14 cidades:

1. Florianópolis (SC) – 7,53
2. São Paulo (SP) – 7,46
3. Vitória (ES) – 7,16
4. Curitiba (PR) – 6,96
5. Brasília (DF) – 6,33
6. Belo Horizonte (MG)– 6,15
7. Porto Alegre (RS) – 5,94
8. Goiânia (GO) – 5,91
9. Rio de Janeiro (RJ) – 5,86
10. Manaus (AM) – 5,33
11. Belém (PA) – 5,24
12. Recife (PE) – 4,83
13. Fortaleza (CE) – 4,77
14. Salvador (BA) – 4,53

O principal ponto que concedeu a liderança à cidade catarinense foi o capital humano. A cidade apresenta mais de 30% de sua população com diploma de graduação, sendo que 60% dos universitários estudam em instituições com notas 4 e 5 no ENADE. Somado a esse fator, Florianópolis tem o maior índice do país de pesquisadores trabalhando em empresas e lidera o ranking da capital com maior número de pessoas ligadas à internet, com expressivos 80%.

Como ponto a melhorar, a cidade apresenta um “mercado restrito”, devido ao baixo número de empresas na região e, consequentemente, uma pequena movimentação de crédito por parte de bancos. O título de cidade mais empreendedora, hoje conquistado, teve início no passado, quando a mais de 50 anos foi criada a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A falta de professores na época forçou a cidade a importar doutores de outros países, trazendo junto novas experiências e oportunidades.

Com o passar dos anos, foi criada a fundação CERTI, uma incubadora de empresas, dois parques tecnológicos (Tec Alfa e Sapiens Parque) e diversos centros de pesquisa. Este histórico, segundo a própria Endeavor, traz uma lição importante: “o planejamento de longo prazo faz a diferença”.

A TNS nanotecnologia é uma empresa de alto crescimento, incubada no parque tecnológico Tec Alfa e que contempla em sua equipe doutores, engenheiros, químicos, todos com formação de nível superior. Deseja conhecer um pouco mais?

tns_banner_aplicacoes