Diferenciação na indústria cerâmica: o uso de antimicrobianos antes da queima

Diferenciação na indústria cerâmica: o uso de antimicrobianos antes da queima

Cerâmicos e a nanotecnologia

Não se engane, produtos à base de nanotecnologia já estão fazendo parte de seu cotidiano e vêm revolucionando a forma como interagimos com o nosso ambiente.

Ressalta-se que muitos destes materiais inovadores são implementados para melhorar os materiais já existentes e produtos cerâmicos podem ter muitas de suas propriedades aprimoradas. Dentro das possibilidades, aditivos antimicrobianos líquidos e sólidos, são uma realidade nesse mercado. Todavia, ainda existem muitas dúvidas de como ocorre a transferência tecnológica desta inovação para a indústria.

Implementação Tecnológica

Dentro do mercado cerâmico, segmentos como revestimentos, louças, sanitários, e artesanais podem se beneficiar. Como se sabe, os materiais cerâmicos passam pelo processo de queima (pré e pós sinterização), onde a massa cerâmica (substrato) e demais camadas decorativas, como por exemplo, engobes, esmaltes, tintas, etc., são submetidas a altas temperaturas. Essas que podem variar desde 800oC para as cerâmicas artísticas até 1250oC, para porcelanas com baixíssima porosidade/capacidade de absorção de água. O grande diferencial TNS é que as nanopartículas podem ser incorporadas diretamente no ciclo de monoqueima, (ambiente normalmente oxidativo), dispensando o uso de processos excedentes como a conhecida terceira queima.

As nanopartículas podem ser incorporadas no próprio substrato e nos esmaltes cerâmicos quando ainda na forma de suspensão (barbotina). Preferencialmente utiliza-se o aditivo após a moagem, adicionando-o em vascas e tambores, sendo que não há qualquer alteração nas características de viscosidade. Existe também a possibilidade de desenvolvimento de granilhas dopadas com o aditivo, que resistem ao processo de queima, podendo ser uma alternativa para viabilização técnica. Uma terceira forma de implementação é através de tintas utilizadas nos processos de decoração, tanto pelos métodos tradicionais, como pela tecnologia ink jet, que já domina o setor de revestimentos.

Além de todos estes métodos de aplicação, há também a incorporação dos aditivos em materiais tratados via coatings, os conhecidos impermeabilizantes. Desta forma até mesmo materiais polidos como os porcelanatos técnicos e outros produtos que não possuam camadas decorativas ou de proteção podem se beneficiar da incorporação de aditivos nanotecnológicos. De forma geral, qualquer superfície desejada pode ser aprimorada para desenvolver a atividade antimicrobiana e todos os métodos de aplicação foram concebidos para uma maior facilidade de operação no processo.

Destaca-se também que os materiais tratados, ainda que estejam na forma de barbotina, já estarão com as características antimicrobianas, logo, a estocagem em tanques de agitação ou tambores se torna ainda mais segura, sem os receios de contaminação por fungos e bactérias que poderiam comprometer a ação de outros aditivos na composição, como por exemplo os CMCs (carboximetilcelulose).


  • Antes de continuar com a leitura, não esqueça que você pode preencher
    o formulário abaixo e ficar por dentro de todas as novidades do blog.


Aplicabilidade

Independe do método de incorporação (no substrato, no esmalte, ou outros.), o produto com a superfície tratada já estará apto a ser utilizado onde deseja-se a atividade antimicrobiana, como por exemplo: câmaras frigoríficas, indústrias alimentícias, hospitais, banheiros e inclusive até mesmo em sua louça doméstica, com total segurança e praticidade.

Para os ambientes voltados ao alto tráfego de pessoas ou até mesmo de veículos, onde ocorre um processo de desgaste mais acentuado, não há preocupação na perda da propriedade antimicrobiana. Como as nanopartículas estão dispersas por todo o volume do material, seja ele em um esmalte ou em outras camadas, os mecanismos de abrasão não comprometem a propriedade do novo material.

Cada vez mais, a nós da TNS investimos na melhoria da incorporação de nossos aditivos, de modo a nos adaptarmos da melhor maneira ao processo produtivo das diferentes aplicações. Fale com um de nossos consultores ainda hoje, para entender como podemos ajudá-lo.

02. TNS_Banner_Oqueé