Política de Privacidad y Cookies

Blog

Solución antiviral aumenta la protección de turistas y residentes de Florianópolis contra Covid-19

La asociación entre ChromaLiquid Technology Solutions y TNS Nanotechnology adapta los minibuses de Florianópolis a tiempos de pandemia

Com a flexibilização do isolamento e as férias de verão chegando, os brasileiros começam a planejar viagens. Segundo estudo global do WTTC (sigla em inglês para Conselho Mundial de Viagens e Turismo), apenas 17% alegam adiar os planos para depois da vacina. No entanto, os destinos nacionais e de natureza são a tendência; e a preocupação com saúde e higiene, fundamental para recuperar a confiança dos viajantes.

Segundo levantamento realizado pela plataforma Hoteis.com, o litoral é o destino preferido dos brasileiros, sendo Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA) os preferidos, nessa ordem.

Ciente do seu potencial turístico, a capital catarinense já começou a se preparar para receber os visitantes. Visando garantir a saúde de viajantes, moradores e colaboradores, dois micro-ônibus da linha Ponte Viva tiveram os bancos e estruturas internas revestidas com tecidos antivirais, capazes de inativar o Sars-Cov-2. Eles estão disponíveis para fazer a travessia da Ponte Hercílio Luz, cartão-postal do Estado.

A ação é uma parceria da TNS Nanotecnologia, ChromaLíquido Soluções Tecnológicas e a prefeitura de Florianópolis.

“O Ponte Viva voltou a circular no trajeto da Ponte Hercílio Luz, em 26 de outubro, graças à solução antiviral que, aliada ao protocolo sanitário já existente, nos garante ainda mais segurança nesta etapa da retomada gradual do transporte coletivo no município, afirma Michel Mittmann, secretário de Mobilidade e Planejamento Urbano.

 

Como o aditivo viral funciona?

A proteção consiste na utilização de tecido confeccionado pela ChromaLíquido a partir do fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF, da Rhodia, empresa do Grupo Solvay, que possui em sua estrutura o aditivo antiviral desenvolvido pela TNS.

Com ação antibacteriana e antiviral, inclusive contra os micro-organismos envelopados, como são classificados os vírus influenza, herpesvírus e os coronavírus, a solução diminui em 99,99% as chances de contaminação cruzada: aquela em que a pessoa infectada coloca a mão em uma superfície e, em seguida, outra toca no mesmo local, correndo o risco de contrair a doença.

Para Ricardo Bastos, diretor de Relações Institucionais da ChromaLíquido, o usuário sente-se mais seguro, sabendo que tem uma proteção adicional para minimizar os riscos de contágio.

“Esto lo anima a contribuir a las campañas de prevención y garantiza un transporte público seguro para la población.” A propriedade antiviral e antibacteriana permanece durante toda a vida útil do tecido, mesmo em situações extremas de uso, manutenção e higienização, como é o caso do transporte coletivo.

A eficácia do produto foi comprovada por diferentes laboratórios especializados dentro e fora do Brasil. “Além de plásticos e tecidos, os aditivos TNS estão presentes em materiais de isopor usados para acomodar alimentos e medicamentos.

O combate ao vírus já começa a partir da produção das embalagens na indústria, podendo proporcionar uma mudança no comportamento da população, que ainda se esforça diariamente para evitar o contágio, acrescenta Gabriel Nunes, diretor geral da TNS Nanotecnologia.

 

Acerca de ChromaLiquid

A ChromaLíquido Soluções Tecnológicas, criada pelo Grupo Chroma e a Líquido Indústria Têxtil, é homologada pela Rhodia, empresa do Grupo Solvay, para produzir artigos têxteis que utilizem o fio de poliamida Amni® Virus-Bac OFF, com ação antibacteriana e antiviral de efeito permanente.

Os tecidos e soluções que utilizam o Amni® Virus-Bac OFF podem ser aplicados em diferentes setores, como automotivo, transporte público e privado, aéreo e ferroviário, além de hospitais, varejo, hotéis, academias, estádios, entretenimento, bares e restaurantes.

Tenha nossa tecnologia em seu produto. Fale conosco [email protected] | [email protected]